Início » Pastor diz que igrejas devem investir mais para evangelizar 3 bilhões de não alcançados

Pastor diz que igrejas devem investir mais para evangelizar 3 bilhões de não alcançados

0 comentário

O pastor da megaigreja David Platt enfatizou a importância do trabalho missionário entre as comunidades que nunca ouviram o Evangelho, especialmente os mais de 3 bilhões em todo o mundo que estão “não alcançados”.

Platt falou sobre a necessidade de missões durante a Conferência Juntos pelo Evangelho que foi realizada na semana passada no Kentucky International Convention Center em Louisville.

Ele abriu suas observações lendo várias passagens bíblicas, incluindo Mateus 28:18-20 , que é comumente conhecido como a Grande Comissão, na qual Jesus diz a Seus discípulos para “ir e fazer discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que vos ordenei”.

Platt também leu Romanos 15:18-25 , em que Paulo de Tarso escreveu sobre como “sempre foi minha ambição pregar o evangelho onde Cristo não era conhecido” e que, de acordo com isso, ele planejava viajar para a Espanha para introduzir a população ao Evangelho.

Platt esclareceu que o termo “não alcançado” não significava simplesmente ser um incrédulo, mas significava que era uma comunidade onde as pessoas não tinham acesso ao Evangelho.

“As pessoas estão tão perdidas em Kentucky e nos lugares onde a maioria de nós mora quanto no Iêmen”, explicou Platt. “A diferença é que existem igrejas em Kentucky e em todos os lugares onde a maioria de nós vive. Igrejas que pregam o evangelho”.

“Há mais cristãos nesta sala agora do que em todo o Iêmen. E o Iêmen tem 30 milhões de pessoas… o que significa que se você é um desses 30 milhões de iemenitas, sofrendo e morrendo de fome agora no meio da guerra civil, a probabilidade é que você nasça, viva e viva. morrer sem sequer conhecer um cristão ou ouvir o Evangelho”.

Como evidência para sua estatística, Platt fez referência a um grupo de pesquisa evangélico conhecido como Joshua Project , que se concentra em divulgar os grupos étnicos do mundo com o menor número de cristãos.

Platt continuou argumentando que acreditava que muitas igrejas estavam “praticamente ignorando as pessoas e lugares mais não alcançados pelo Evangelho”.

“A Igreja, nossas igrejas, estão praticamente ignorando os três bilhões de pessoas que mais precisam do Evangelho”, continuou ele, observando que, embora os cristãos americanos doem bilhões de dólares para missões, “aproximadamente 99% das doações de missões vão para pessoas e lugares no mundo que já tem acesso ao Evangelho”.Ativar mudoAdvanced SettingsTela cheiaPauseA seguir

“Há trabalho para estar nesses lugares? Absolutamente existe… mas abram os olhos, irmãos e irmãs. Em nome das missões, na verdade estamos ignorando a Grande Comissão. A ordem específica que Jesus nos deu de fazer discípulos entre todos os povos do mundo”.

Platt enfatizou a necessidade de as igrejas comprometerem mais recursos para missões que vão para populações não alcançadas, declarando que “o número de pessoas não alcançadas é maior hoje do que nunca e continuará a aumentar até que a igreja decida mudar”.

“Se não estamos vivendo e morrendo para fazer discípulos de nações não alcançadas, então estamos desobedecendo a Grande Comissão e desconsiderando o objetivo de Deus”, declarou ele.

Platt deu algumas “advertências” neste ponto, observando que, embora nem todos fossem missionários para os não alcançados, “todos nós, cada pessoa em quem o Espírito de Deus habita, fomos comissionados por Deus para viver, dar e trabalhar e orar e morrer com zelo para ver discípulos feitos e igrejas multiplicadas e a glória de Deus desfrutada e exaltada entre todas as nações”.

As observações de Platt fizeram parte da conferência bienal T4G. O tema da conferência deste ano foi “Última Palavra”, pois os organizadores disseram que este seria o encontro final do T4G.

Mark Dever, pastor da Capitol Hill Baptist Church em Washington, DC, e um dos organizadores da conferência, escreveu no Guia oficial da Conferência que era “um tremendo privilégio administrar essas reuniões nos últimos 16 anos”.

“E estamos animados em recebê-los mais uma vez para a mistura de mensagens, canto, oração, painéis, livros e comunhão que marcaram esses encontros”, escreveu Dever.

“Obrigado por fazer esse investimento na unidade do Espírito, unindo-nos na edificação baseada na verdade. Que Deus continue a fazê-la frutificar para a sua glória”.

Além de Platt, outros palestrantes da conferência final incluíram Ligon Duncan, chanceler e CEO do Reformed Theological Seminary; John Piper, autor e pastor que supervisiona o site de teologia DesiringGod.org; Afshin Ziafat, pastor da Providence Church em Frisco, Texas; e Alistair Begg, pastor sênior da Parkside Church em Cleveland, Ohio, entre outros.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais informações