Início » Mulher ateia em leito de morte diz que recebeu oração de um anjo: “Ele me curou”

Mulher ateia em leito de morte diz que recebeu oração de um anjo: “Ele me curou”

0 comentário

Cassidy Kellagher compartilha seu testemunho sobre como ela foi levada a se converter do ateísmo extremo para se tornar uma crente firme em Cristo.

Sua vida desperta

A jovem é bastante sincera, pois compartilhou que era uma vegana extrema, pansexual e uma pessoa egoísta e horrível. Ela não tem escrúpulos em dizer que envergonharia os cristãos, nunca diria ‘saúde’, quando alguém espirrou, ficaria longe de comedores de carne e envergonharia aqueles que não compartilhassem suas ideias.

Cassidy gostava tanto do veganismo que diz que fez do veganismo seu ‘Deus’. Ela foi para a escola pelos direitos dos animais, trabalhou para a PETA, participou de protestos e paradas do orgulho e até usou um biquíni de alface no Capitólio.

Experiência de mudança de vida

Mas tudo parou em junho de 2019, quando ela teve dor de estômago por uma semana, e uma tomografia computadorizada no pronto-socorro confirmou que ela tinha a doença de Chrone. Sua saúde despencou a partir daquele momento, os médicos receitaram analgésicos e medicamentos, mas nada funcionou. Ela perdeu 60 quilos em 3 meses.

Era tão ruim que ela tinha dor todos os dias em seu corpo, sua mãe tinha que ajudá-la a ir ao banheiro, e cada pedaço de comida e água machucava seu estômago. Cassidy começou a odiar a vida e queria morrer, ou ela queria morrer da doença ou se matando por suportar 6 meses de dor.

Na véspera de Natal de 2019, ela passou muito mal e foi ao pronto-socorro com a mãe, lá os médicos a bombearam com remédios e analgésicos, mas ela sentiu que era seu último dia na terra e estava animada para deixar a terra porque haveria não há mais dor e lágrimas.

Um anjo a visita

Cassidy nos conta que um dia uma mulher jamaicana entrou em seu quarto no hospital que ela nunca tinha visto antes naquele hospital enquanto ela entrava e saía dele. A mulher pergunta o que ela gostaria de comer e Cassidy não responde nada e então as lágrimas começam a escorrer pelo seu rosto.

Cassidy estava muito fraca para sentir ou dizer qualquer coisa porque ela pesava apenas 80 quilos e a mulher respondeu dizendo que ia orar por ela. Nesse ponto, Cassidy usou toda a sua energia restante para protestar por ser ateia, mas a mulher não quis e começou a rezar com uma grande paixão por ela e disse que ‘você será curada e você vai se curar’.

Ela foi dormir pensando que ia morrer naquela noite e ficou muito feliz com isso, mas na manhã seguinte ela acorda, e já não não tinha dor em seu corpo. Ela foi capaz de trabalhar para a confusão de sua mãe e dos médicos, e disse a eles que tinha uma luz dentro dela. Ela saiu do hospital depois de um dia e em vez de agradecer a Deus por sua nova vida, ela voltou para sua vida festeira.

Procurando a luz

Cassidy estava tentando preencher o vazio dentro dela fazendo coisas diferentes, então ela começou a sair com um amigo budista com todos os tipos de tatuagens, ela estava em busca da luz, ela fez ioga e todas as coisas que vieram com isso. De repente, o Covid chegou e ela estava pensando ainda mais na luz dentro dela durante o isolamento.

Ela começou a acreditar que Deus era a Mãe Terra e a natureza, e então um dia ela acordou pensando naquela mulher orando por ela com as mãos na cabeça. A mulher poderia ter perdido o emprego, mas arriscou tudo para orar por ela. Então ela começou a procurá-la no diretório do hospital e nas mídias sociais, mas não conseguiu encontrá-la. Mesmo antes de começar a procurá-la, ela já sabia que a mulher não existia.

Acreditando em Deus

Ela entendeu que a mulher era um anjo enviado por Deus para orar por ela, porque não havia como ela se levantar sem sentir dor. Ela teve que deixar seu orgulho de lado e acreditar que havia um Deus que a amava e se importava com ela. Ela estava ativamente envergonhando os cristãos e trabalhando contra o Seu reino, mas aqui está um Deus que a amava mesmo que ela não soubesse ou se importasse.

Ela diz que tudo o que temos a fazer é abrir nossos corações a Deus e Ele sempre estará lá para nós. Não há nada a perder. Ela diz que muitas pessoas dizem que depois que somos salvos recebemos a ‘bênção’, mas na realidade, a bênção é que somos salvos e temos a esperança de viver com Deus para sempre no céu.

Ande com Deus

Cassidy começou sua caminhada com Deus e embora ela não esteja 100% bem, e tenha passado pelas cirurgias mais horríveis, com tanta dor no corpo, ela tem uma IV permanente e uma bolsa no estômago, mas ela resume tudo dizendo é muito melhor com o Senhor ao seu lado.

Cassidy reflete sobre sua vida e diz que ela merecia o inferno e não o céu e que as pessoas ao seu redor viram suas lutas e como o Senhor a resgatou. Sua mãe também não era crente, mas ela também deixou de lado seu orgulho e admitiu que existe um Deus e se tornou uma crente cristã. Em todas as suas visitas ao hospital, Cassidy vê a mão de Deus trabalhando, de enfermeiras orando para conversar com pessoas que não acreditam.

Deus preencheu todos os vazios em sua vida que ela tentou preencher com pansexualismo, veganismo e ateísmo e agora ela está maravilhada com as capacidades de Deus. Ela ora hoje para que, por meio de seu testemunho, as pessoas deem uma chance a Deus, porque este é um mundo mau e temos um inimigo. Mas temos um salvador e um consolador que está ao nosso lado.

Mesmo com as próximas cirurgias e suas dificuldades de saúde, Cassidy sabe que vai ficar tudo bem. Ela precisa de oração para sua tomografia computadorizada em 10 de agosto (hoje) e uma próxima cirurgia para reverter sua bolsa estomacal. Ela termina lendo João 3:16 e diz que tudo o que precisamos fazer é apenas acreditar, mas o mundo torna muito difícil fazê-lo.

Cassidy tem um aviso para todos que procuram outras religiões tentando preencher o vazio, ela diz que a religião diz para fazer, mas Jesus diz para fazer. Ele morreu na cruz e disse que está consumado. Jesus sempre vence.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais informações