Início » Israel se prepara para realocar prisão sobre o primeiro mosaico dedicado a Jesus

Israel se prepara para realocar prisão sobre o primeiro mosaico dedicado a Jesus

0 comentário

JERUSALÉM, Israel – Não é todo dia que uma prisão é realocada para dar lugar a uma descoberta arqueológica. Mas, de acordo com a Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA), é exatamente isso que está acontecendo nas antigas ruínas de Megido.

Entre 2004-2008, escavadores descobriram o primeiro mosaico dedicado a Jesus sob a prisão de Megido. O arqueólogo israelense Dr. Yotam Tepper encontrou os restos de uma  sala de oração cristã do século III  e um mosaico contendo a inscrição grega: “ao Deus Jesus Cristo”.

“Esta estrutura é interpretada como a casa de oração cristã mais antiga do mundo… e, de fato, conta a história do cristianismo antes mesmo de se tornar oficial”, segundo a página do Facebook da IAA.

O mosaico “Jesus”. Crédito da foto: IAA

A localização do local sob uma prisão atrasou mais escavações por anos.

“Quando o salão de oração cristão foi encontrado pela primeira vez sob a prisão, todos ficamos animados por um minuto”, disse Matthew Adams, diretor do Instituto WF Albright de Pesquisa Arqueológica em Jerusalém, que passou anos escavando em Megiddo, à  Reuters.

“E então percebemos: “Ah, está em uma prisão de segurança máxima, então nunca poderemos fazer nada com isso”.

Durante anos, as autoridades israelenses propuseram a mudança da prisão para permitir que os arqueólogos continuassem a cavar. A IAA anunciou no domingo que os planos estão finalmente em andamento para evacuar o centro de detenção já em junho. Na quinta-feira, representantes do IAA, do Conselho Regional de Megiddo e do Serviço Prisional de Israel visitaram a Prisão de Megiddo para se preparar para a realocação.

De acordo com o site da IAA, a sala de oração cristã fica em uma antiga vila judaica localizada ao lado de um acampamento da legião do exército romano e de uma cidade romano-bizantina.

Escavadores encontraram um total de três inscrições gregas antigas no salão, que foram decifradas pela Dra. Leah De Signi.

A primeira inscrição diz que o mosaico cristão foi construído com dinheiro doado por um oficial do exército romano. A segunda é dedicada à memória de quatro mulheres. A terceira inscrição é a primeira menção de Jesus como Deus em Israel.  

O mosaico também contém imagens de peixes – um símbolo cristão tradicional.

“Temos aqui evidências arqueológicas de uma comunidade cristã primitiva, cujos membros também incluíam oficiais do exército romano, de um período anterior ao reconhecimento do cristianismo como religião e anos antes de se tornar a religião oficial do império”, diz o IAA. “Todos esses fatores nos permitem examinar questões relacionadas ao desenvolvimento da religião cristã antes do imperador Constantino, bem como questões relacionadas com o exército romano na parte oriental do império em geral e a Terra de Israel em particular.”

Referencia: Cbn News

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais informações