Início » Influencer inicia ‘destransição’ após encontro com Jesus: “Deus me fez como sou”

Influencer inicia ‘destransição’ após encontro com Jesus: “Deus me fez como sou”

0 comentário

Um influenciador popular de mídia social passou por uma transformação radical depois que entregou sua vida a Jesus Cristo durante uma temporada em que se identificou como uma mulher transgênero.

De acordo com a CBN News, Oli London passou por 32 cirurgias plásticas totalizando mais de US$ 300.000 para fazê-lo parecer uma mulher coreana, apesar de ter nascido um homem branco. Ele também planejava viajar para Bangkok, Tailândia, para passar por uma cirurgia de reatribuição de gênero e receber implantes mamários, mas foi condenado por Deus.

“Eu estava indo à igreja e estava pensando: ‘Por que estou fazendo isso? Qual é a razão por trás disso?’ Deus me fez do jeito que eu sou, e eu não deveria estar perseguindo isso, não está certo”, disse ele à saída.

“Eu estava apenas experimentando disforia de gênero, e eu teria arruinado minha vida e sido super infeliz”, continuou ele.

Ele acrescentou que encontrar Deus e ler a Bíblia contribuíram para sua destransição.

“Na verdade, comecei a ir à igreja há três meses, e vou várias vezes por semana agora”, explicou Londres. “Tenho lido a Bíblia, tenho aprendido on-line e assistido a vídeos do YouTube sobre o ensinamento de Jesus, e isso realmente me ajudou na minha destransição. Isso me fez perceber que Deus me fez do jeito que Ele fez (e) eu deveria ficar com quem eu sou, ser quem eu sou e apenas encontrar a felicidade.”

Londres detalhou ainda mais sua destransição em um vídeo do YouTube intitulado “Explicando minha Detransição”.

Ele recuou a ideologia transgênero e compartilhou que a comunidade transgênero o criticou por destransição.

“Eu quase sinto que o lobby trans se tornou um culto”, disse o influenciador de mídia social. “Eu deixei a comunidade trans e, de repente, eles me atacaram. Eles tentam me desumanizar. Eles me chamam de nomes online, me comparam a algumas pessoas muito horríveis. Eu vi um tweet me comparando a Hitler, mas você sabe que eu simplesmente ignoro isso e não presto atenção ao ódio.”

Londres também diz que agora quer usar sua plataforma para falar sobre os efeitos nocivos que os tratamentos transgêneros têm sobre menores.

“Eu só quero falar porque há muitas pessoas por aí que estão confusas sobre quem são”, disse ele. “Eu só quero que as pessoas sejam do jeito que nascem, do jeito que Deus pretendia.”

“As crianças não deveriam estar em transição”, argumentou Londres.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais informações