Início » Ex-chefe da máfia encontra Jesus na prisão: “Mergulhei na Bíblia e orava todos os dias”

Ex-chefe da máfia encontra Jesus na prisão: “Mergulhei na Bíblia e orava todos os dias”

0 comentário

Michael Franzese, um ex-chefe da máfia, pregou o sermão no domingo na Harvest Christian Fellowship do pastor Greg Laurie, insistindo que os cristãos devem ter medo do inferno e da condenação eterna, mas também devem compartilhar as boas novas de Jesus aos não crentes de uma maneira gentil.  

Franzese, de 71 anos, que já foi membro da família criminosa da máfia ítalo-americana Colombo em Nova York, agora é um autor e palestrante cristão.

Filho do ex-chefe da máfia Sonny Franzese, ele foi preso 18 vezes por várias atividades criminosas. 

Aos 29 anos, ele foi nomeado para o posto de “caporregime”, supervisionando uma equipe de 300 soldados da máfia. Sua influência na família continuou a crescer e, em 1986, a Fortune Magazine listou Franzese como o número 18 em sua lista dos “Cinquenta chefes da máfia mais ricos e poderosos”.

Franzese foi libertado da prisão em 1994. Foi enquanto estava na prisão que ele descobriu o evangelho de Jesus Cristo quando um guarda lhe deu uma cópia da Bíblia enquanto ele estava na solitária. 

Ele disse à Harvest Christian Fellowship de Laurie em Riverside, Califórnia, que desenvolveu um “medo saudável do inferno” durante o tempo que passou atrás das grades. 

“Quando eu estava na prisão, passei 29 meses e sete dias em confinamento solitário em uma cela de seis por oito, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Eu e Deus… Isso não é fácil. Não fomos feitos para ser criaturas solitárias. foram feitos para serem sociais. Quando as luzes se apagavam à noite, muitos caras não se davam bem; muitos gemidos e gemidos”, lembrou Franzese.

“Mergulhei na minha Bíblia. Orei todos os dias. Foi o meu momento mais próximo com o Senhor porque não tive escolha. Foi isso. … E graças a Deus, eu me voltei para Ele e em nenhum outro lugar. … Mas você sabe o que aconteceu em aquele buraco? Desenvolvi um medo saudável do inferno”, admitiu. 

Franzese assegurou ao público de Harvest que o inferno era um lugar real que duraria por toda a eternidade. 

“Eu quero que você pare por um minuto e pense na pior coisa que você já encontrou em sua vida e perceba que essa pior coisa nunca irá embora… Este é o seu espinho constante em seu lado para sempre. no inferno, que é um milhão de vezes pior e nunca vai acabar. Isso é o inferno”, disse ele. 

“(A) Bíblia é muito descritiva. Não estou trazendo más notícias. Estou apenas dizendo a verdade. A boa notícia é que não precisamos ir para lá. Existe um céu e existe um inferno. “, observou Franzese. 

Continuando sua mensagem intitulada “Como ser um homem de homem em 2022”, o ex-chefe da máfia enfatizou que os crentes devem olhar para Jesus como um exemplo ao lidar com as pessoas. 

“Jesus foi direto quando teve que ser, mas tinha um talento especial para se comunicar com gentileza”, observou Franzese. “Hoje, nossa cultura parece celebrar os homens que falam o que pensam e não dão socos como se ser um valentão fosse uma característica admirável. Ao contrário, o próprio Jesus disse: ‘Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus. ‘”

Ele também explicou que os cristãos devem usar gentileza ao abordar os não-crentes sobre sua salvação. 

“Gentileza”, disse Franzese. “Toda vez que eu {compartilho} meu testemunho, eu sempre vou para a sala dos fundos e oro e digo: ‘Senhor… dê-me as palavras certas. Deixe-me ser eficaz. Deixe-me ser apaixonado o suficiente para entregar esta mensagem pode estender a mão e tocar os corações que você deseja tocar nesta sala.'”

“Gentileza”, continuou ele, “porque não estamos aqui para impor nossa fé a ninguém. Não estamos aqui para transformá-lo em um cristão. Não podemos fazer isso. Nenhum de nós pode fazer isso. Isso é coisa de Deus. Queremos ser eficazes na transmissão da mensagem. Queremos ser gentis na transmissão da mensagem, porque é nossa obrigação como cristãos compartilhar, não impor. E não dirigir. Compartilhe o que o Senhor fez em nossa vida.”

Franzese também lembrou à congregação sobre a importância da oração.

“Uma das minhas características favoritas de Jesus é seu compromisso com a oração”, disse ele. “Antes que algo importante estivesse prestes a acontecer, Jesus passou algum tempo sozinho em uma conversa de oração com o pai. Ele se retirava para lugares desolados e orava, Lucas 5:16.”

“Precisamos orar. Jesus nos disse que orava o tempo todo”, acrescentou Franzese. “E isso era Deus Filho orando a Deus Pai. Quanto mais precisamos de oração em nossa vida? É a nossa maneira de nos comunicar com o Senhor. É isso.”

O ex-príncipe da máfia também refletiu sobre como sua vida acabou. 

“Enquanto estou aqui hoje, provavelmente sou a pessoa mais abençoada e afortunada que já subirá neste palco e falará com você sobre qualquer coisa. A razão pela qual digo isso é que, se eu tivesse me deixado para fazer o que eu queria fazer da minha vida, eu estaria morto ou preso pelo resto da minha vida. E honestamente, isso é o que eu merecia. Isso é o que eu ganhei por ter passado mais de 20 anos na rua , todos os dias em violação das leis de Deus e das leis do homem”, disse Franzese. 

“E eu percebi, Deus deixou claro para mim, que se ele não tivesse um plano e propósito diferente para minha vida, eu não estaria aqui hoje”, continuou ele. “Quer saber, ele tem um plano e um propósito para cada uma de suas vidas.”

Fonte Filhos de Deus com CBN News

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais informações