Início » Escola distribui cartões LGBTQ com homem grávido para ensinar crianças sobre cores

Escola distribui cartões LGBTQ com homem grávido para ensinar crianças sobre cores

0 comentário

Um professor da Carolina do Norte foi recentemente exposto por usar cartões com temas LGBTQ em uma sala de aula pré-escolar como forma de ensinar as cores às crianças. 

O presidente da Câmara da Carolina do Norte, Tim Moore , compartilhou fotos dos cartões na sexta-feira, dizendo que as imagens foram recentemente enviadas por e-mail para a Deputada Erin Paré (R-Wake).

Os cartões conhecidos como flashcard, foram usados ​​na Ballentine Elementary School em Fuquay-Varina, causaram preocupação porque um deles mostra uma imagem do que parece ser um homem grávido.

De acordo com um comunicado à imprensa , o deputado Paré imediatamente procurou o diretor da escola que verificou com o professor que os cartões haviam sido usados ​​em sala de aula.

A diretora informou que os flashcards não faziam parte do currículo aprovado e disse que desconhecia seu uso. 

O WRAL News relata que o distrito escolar divulgou um comunicado dizendo: “Uma revisão inicial determinou que os flashcards não estavam vinculados ao currículo pré-K do distrito, não complementavam, enriqueciam ou ampliavam o currículo e eram usados ​​sem a revisão do diretor, conhecimento , e/ou aprovação.” 

A Deputada Paré disse que está grata que as preocupações foram levantadas sobre o assunto.

“Sou grata que um eleitor preocupado entrou em contato e que esta questão está sendo abordada de maneira rápida e profissional pela Ballentine Elementary School” , disse ela .

Paré acrescentou: “As escolas devem usar apenas materiais apropriados para a idade, e esses flashcards claramente não atendem a esse padrão para uma sala de aula pré-escolar”.

Uma descrição on -line dos cartões “Progress Pride Flag Rainbow Families” diz: “Essas lindas ilustrações personalizadas celebram famílias LGBT2SQ + de diversas raças, idades, sexualidades, gêneros e habilidades”.

A notícia dos flashcards foi tornada pública depois que um comitê de educação do Senado aprovou o projeto de lei 755 da Câmara , intitulado “Declaração de Direitos dos Pais”, na quarta-feira.

O projeto de lei proibiria o ensino de material LGBTQ+ no jardim de infância até a terceira série, permitiria que os pais revisassem o assunto usado nas salas de aula e criaria um processo para os pais se oporem a qualquer material questionável.

A CBN News entrou em contato com o presidente da Câmara Moore e o deputado Paré para obter mais informações, mas não obteve resposta no momento da publicação.

Referencia: CBN News

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais informações