Início » Ator recusa papel milionário por respeito a sua fé “Não queria mais xingar ou fumar maconha”

Ator recusa papel milionário por respeito a sua fé “Não queria mais xingar ou fumar maconha”

0 comentário

O rapper Ice Cube revelou que o ator Chris Tucker, seu co-estrela no popular filme de 1995 “Friday”, não apareceu nas sequências por causa de sua fé cristã, recusando uma oferta de US$ 10 milhões para US$ 12 milhões para interpretar um personagem conhecido por xingar e fumar maconha.

Ice Cube compartilhou as informações nas mídias sociais depois de ser perguntado se Tucker desistiu porque o ator de comédia, que interpretou o personagem “Smokey” em “Friday”, foi mal pago.

“Estávamos prontos para pagar a Chris Tucker US$ 10-12 milhões para fazer ‘Na próxima sexta-feira’, mas ele nos recusou por razões religiosas”, twittou ele. “Ele não queria mais xingar ou fumar maconha na câmera.”

Em uma entrevista à All Urban Central em novembro passado, Tucker, que é mais conhecido por seu papel na franquia de filmes “Rush Hour”, sugeriu o motivo pelo qual ele se recusou a aparecer nas sequências “Next Friday” e “Friday After Next”.

Em 2014, ele  disse ao canal canadense Straight  que voltou ao stand-up comedy por causa de sua fé.

“Ser cristão me ajuda na comédia”, disse ele ao jornal. “Eu tenho que falar sobre outras coisas. Normalmente, a maioria dos quadrinhos fala sobre coisas que são fáceis – talvez xingando ou dizendo algo obsceno. Tenho que cavar mais fundo para encontrar algo que ainda seja engraçado e não atrevido. É mais difícil. Eu gosto do desafio. ”

Algo mais?

Tucker disse então- “Good Morning Britain” host Piers Morgan em 2018 que ele orou pelo agora ex-presidente Donald Trump todos os dias.

“Espero que ele faça um bom trabalho porque oro por ele”, disse a celebridade. “Espero que ele faça um ótimo trabalho, porque precisamos de um bom presidente. Precisamos que muitas coisas aconteçam em nosso país, a América. Então, espero que amanhã ele acorde e faça a coisa certa. ”

Ao contrário de outros comediantes, Tucker disse a Morgan que evitou fazer comentários humilhantes sobre Trump durante suas rotinas de comédia stand-up.

“Eu digo um pouco de coisas, mas tento encorajá-lo a fazer a coisa certa”, disse ele. “Eu não sou um comediante que persegue as pessoas. Eu quero que você faça a coisa certa. Felizmente, podemos ser amigos um dia e podemos conversar. Eu quero que ele tenha sucesso. Eu quero que ele faça a coisa certa. Essa é toda a minha atitude e, no meu programa, é disso que eu falo. ”

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais informações