Início » Ator atormentado por demônios, tem visão de Jesus e é liberto

Ator atormentado por demônios, tem visão de Jesus e é liberto

0 comentário

O ex-ator Keith Thibodeaux cresceu como estrela mirim nos anos dourados de Hollywood. Com apenas 4 anos, Keith começou a atuar na série “I love Lucy”, um dos programas mais famosos da história da TV americana.

Seu pai o levou para fazer um teste para o programa. Tocando bateria, o menino conquistou a atenção dos produtores, que o escolheram para fazer o papel de “Little Ricky”. 

“Na época, meu pai disse: ‘Keith, isso é muito importante. Este é um grande show em Hollywood’. Eu sabia pela explicação do meu pai que era algo grande”, disse Keith, em entrevista ao The 700 Club.

Nos quatro anos seguintes, o ator mirim engatou outro papel e seu sucesso prosperou sua família, que já havia se mudado para Hollywood. Desfrutando de uma boa vida, o menino sentiu que estava sendo abençoado por uma força superior.

“Comecei a perguntar ao meu pai: ‘Por que Deus me escolheu para fazer isso? Ele poderia ter escolhido qualquer garotinho para fazer o papel de ‘Little Ricky’. Meu pai disse: ‘Bem, Deus tem um propósito para você, Keith’. E isso sempre ficou na minha mente, mesmo naquela época, eu sentia que Deus tinha seus olhos em mim”, lembrou o ex-ator.


Keith Thibodeaux estreou em Hollywood com apenas 4 anos em “I love Lucy”. (Foto: YouTube/The 700 Club Interactive).

Mas, a felicidade da família foi arruinada quando seu pai traiu sua mãe. “Minha vida inteira desmoronou quando isso aconteceu. Eu pensei que nossa família era uma unidade e, de repente, não era. E o pai que eu achava que tinha não era o pai que ele foi”, contou Thibodeaux.

Keith culpou sua carreira em Hollywood e até Deus pelos problemas familiares. “Eu estava bravo com meu pai, e estava muito bravo com com o mundo em geral, e o show business era parte do problema. Ainda estaríamos em Louisiana, e nossa família ainda estaria junta. Mas Deus foi aquele em quem eu realmente apertei meu punho”, revelou ele.

Festas e drogas em Hollywood

Durante a adolescência, Keith mergulhou nas festas de Hollywood. “Meus amigos começaram a usar drogas, então eu comecei a fazer isso. Eu queria ser legal”, disse.

O jovem também foi atraído para o ocultismo. “Eu sabia que havia um mundo sobrenatural. E comecei a brincar com tabuleiros Ouija e ler livros sobre feiticeiros, e apenas fantasiar sobre esse tipo de coisa. E minha vida, daquele ponto em diante, realmente começou a dar uma espiral descendente”, contou.

O ator passou a ser atormentado por espíritos malignos. “Eram vozes demoníacas que me diziam para me matar e diziam ‘ninguém gosta de você’ e ‘você é apenas um ninguém'”. 

Influenciado pelas vozes, Keith quase cometeu suicídio, mas ele sempre lembrava do que seu pai havia dito que Deus tinha um propósito com a vida dele. “Finalmente, clamei a Deus e disse: ‘Se você é real, se você me tirar dessa bagunça que fiz, então vou te servir’”, afirmou.

Encontro sobrenatural com Jesus

Logo depois, a mãe do ator o convidou para ir à igreja. Enquanto ele orava durante o culto, teve uma visão de Jesus.

“Havia essa luz à distância que se aproximava cada vez mais de mim. À medida que se aproximava de mim, eu pude ver que havia um homem, e essa pessoa se revelou como Jesus de Nazaré. E eu disse: ‘Jesus, não sou digno de que você apareça para mim dessa maneira’. E eu disse: ‘E esse pecado? E aquele pecado?’. Jesus me respondeu e disse: ‘É por isso que eu morri'”, relatou Keith.

Após a visão, ele teve a revelação de quem era Deus e da obra redentora de Jesus na cruz por seus pecados. No momento do apelo, Keith foi a frente e recebeu Cristo como seu Salvador. 

O ator deixou de usar drogas e passou a buscar respostas na Bíblia. “Quanto mais da Palavra de Deus eu colocava em mim, menos eu ouvia as vozes, e mais eu começava a me apegar à verdade de Jesus”, testemunhou.

Mais tarde, Keith entrou para a banda “David and the Giants” como baterista. Ele acabou ganhando todos os integrantes para Jesus e eles se tornaram um grupo cristão.

Keith também se casou com Kathy, uma dançarina, e juntos, fundaram o Ballet Magnificat, uma famosa companhia de balé cristão. Hoje, o ex-ator diz que o propósito de Deus para sua vida era usar seus talentos artísticos para compartilhar o amor de Jesus.

“Deus usou a dança, ele usou o Ballet Magnificat, ele usou David and the Giants, para mudar a vida das pessoas, encorajá-las e convencê-las, não pelo que fazemos, mas pelo que o Espírito Santo faz através de nós. É tudo sobre Jesus”, declarou. 

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais informações