Início » A maior pandemia na igreja é a falta de saúde mental, diz Christine DClario

A maior pandemia na igreja é a falta de saúde mental, diz Christine DClario

0 comentário

A renomada cantora cristã aborda abertamente sua batalha contra pensamentos suicidas.

Christine D’Clario, Christine D’Clario
A premiada líder de adoração, Christine D’Clario, falou abertamente sobre sua batalha contra pensamentos suicidas e a vergonha que a acompanhou devido ao seu papel no ministério.

D’Clario embarca na turnê “Hasta Poder Ver” com Evan Craft nesta primavera e trará uma mensagem poderosa sobre saúde mental e a Igreja enquanto compartilha sua jornada através de seu último álbum de mesmo nome.

Hasta Poder Ver é o título de seu último álbum em espanhol, que foi lançado simultaneamente em inglês sob o título All that Remains no ano passado.

“Este álbum, projeto, temporada, ambiente de adoração para mim tem um depósito de cura muito, muito forte”, o nativo de Nova York que se mudou para Porto Rico quando criança compartilhou com o The Christian Post em uma entrevista em vídeo recente que pode ser vista abaixo.

“Eu digo isso porque o grupo de músicas que está neste projeto em particular são as músicas que emergiram de uma jornada muito árdua com saúde mental, recuperação e cura interior.”

A mulher de 39 anos disse que as músicas vieram de uma temporada em que ela chegou ao “fim” de si mesma.

A adoradora latina admitiu que ela permitiu fortemente que o Senhor interviesse em sua cura, o que eliminou uma grande camada de colapso para revelar Seu caráter nela.

D’Clario disse que seu colapso começou quando ela tinha 5 anos depois de ser abusada sexualmente. Quando ele tinha 6 anos, ele perdeu o pai para o vício. Além disso, ela ficou intimidada porque era diferente das outras crianças.

Quando ela amadureceu e se tornou uma jovem atraente, recebeu muita atenção masculina que não queria. Ela admitiu que estava vivendo uma vida “quebrada”, mesmo quando era líder de adoração cantando na igreja quando era jovem adulta.

“Toda vez que eu estava na faculdade, levava uma vida absolutamente oposta ao que um filho de Deus faz porque estava muito quebrada”, disse ela. “E, francamente, eu estava com raiva do mundo e de Deus por todo o colapso que estava suportando, e não tinha uma saída para curá-lo, ou pelo menos não sabia que tinha uma saída para curar isso.”

D’Clario disse que depois de alguns anos levando uma “vida secreta dupla”, ele se a fundou.

Naquela fase de sua vida, a cantora disse que enfrentou pensamentos suicidas. Mas ela teve um “momento para vir a Jesus” em 2003, onde Deus mostrou a D’Clario que Ele sempre tinha os olhos nela. O livro do artista The Prodigal Heart detalha sua jornada.

Agora casada e ministrando ao marido por quase duas décadas, D’Clario, que também lutou contra a infertilidade, diz que se encontrou novamente em um lugar escuro após o nascimento de seu segundo filho. Seus dois filhos, Ian e Kenzie, têm 16 meses de diferença.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais informações